top of page

Yoga na Depressão

Atualizado: 26 de mai. de 2023



O yoga confere ao praticante inúmeros benefícios, tanto a nível físico como mental. Neste artigo abordamos a depressão, referindo os seus sintomas e as formas pelas quais o yoga pode auxiliar na gestão desta condição.

À medida que acalmamos o corpo e a mente durante o relaxamento final (shavasana) numa aula de yoga, iniciamos também o caminho de volta à vida diária. Para muitas pessoas que lidam com sintomas de depressão, essa transição também pode significar recolocar a máscara que as protege do mundo. Uma aula de yoga pode ser um refúgio da realidade exterior, um lugar onde não há necessidade de comunicação, onde as ações e reações não são observadas, nem interpretadas, pelos outros.


Numa depressão, um sofredor pode não ter vontade nem energia para praticar yoga, mas, em outros momentos, o yoga pode ajudar as pessoas com depressão a voltarem a um estado de bem-estar e a reduzir os sintomas, melhorando o funcionamento social e a perceção geral de saúde, ao longo do tempo[1].


postura de yoga na praia


Reconhecer os sintomas da depressão


Segundo o Sistema Nacional de Saúde - SNS, os sintomas clássicos da depressão incluem:


· Tristeza

· Ansiedade

· Fadiga

· Alterações de sono

· Irritabilidade fácil

· Dificuldades intelectuais, bem como diminuição do campo de interesses, nomeadamente pela família, pelo trabalho e pelo envolvimento social.


Também é comum que as pessoas com depressão desenvolvam mecanismos de defesa para que sejam capazes de funcionar no trabalho, em casa, ou na sala de aulas: as lágrimas podem ser escondidas, a raiva suprimida e a solidão absorvida, o que pode levar à alienação e ao aumento da solidão. O yoga, como prática complementar à terapêutica convencional[2], pode ajudar a aliviar esses sentimentos e trazer os sofredores de volta a um estado mental mais saudável.


Yoga na depressão


Filosofia do yoga

Às vezes, as pessoas sentem um alto grau de culpa e de responsabilidade pela sua depressão, desenvolvendo pensamentos e crenças distorcidas e distorções cognitivas, criando uma visão negativa de si, do mundo e do futuro.


A filosofia do yoga pode fornecer um antídoto para essas crenças através da aceitação, do desapego, e da motivação para aceitar os altos e baixos da vida. Durante séculos, a filosofia do yoga forneceu diretrizes simples destinadas a criar e manter o equilíbrio físico e emocional. Quando a concentração é baixa, ler os textos principais pode ser um desafio, mas o Yoga Sutra de Patanjali é uma grande fonte de inspiração e compreensão, e as éticas do yoga - os yamas (virtudes) e niyamas (observâncias) descritos neste texto oferecem orientação simples e esperança para uma vida plena.


Aulas de yoga

As posturas (asana) e as respirações (pranayama) requerem concentração. Isto ajuda a mente a "desligar-se" de algumas preocupações que alimentam o estado depressivo. Acrescentando a isso os efeitos físicos positivos, a estimulação mental, o apoio do grupo e um ambiente acolhedor e temos uma ferramenta que pode ser de grande benefício.


Auto-estima

O yoga pode melhorar a auto-estima. A depressão pode dificultar a concentração por longos períodos e, quando a atenção se desvia, podemos focarmo-nos na negatividade. Ao fazermos uma prática suave e consciente, por curtos períodos, é possível construir confiança nas nossas próprias capacidades, aumentando a auto-estima.


Relaxamento

O relaxamento pode causar um jorrar de emoções. Não é incomum que sentimentos e ansiedades emerjam durante o relaxamento profundo. Alguns acham que o desencadeamento das emoções os ajuda a seguir em frente, com a descarga emocional durante o período de relaxamento oferecendo uma sensação de liberdade dos sintomas da depressão.


Inicialmente, as sessões devem ser curtas, com bastante tempo para a transição de volta ao estado de consciência do dia a dia. Também pode ser mais confortável para alguns alunos praticar com os olhos abertos. Se o tempo permitir, os professores podem oferecer a oportunidade de discutir a experiência no final da aula.


Meditação

A meditação é uma ferramenta poderosa que pode trazer grandes benefícios, sob supervisão adequada. Inicialmente, é melhor manter a meditação curta. A concentração na respiração ou conexões simples com o som ou imagens positivas são bastante adequadas.


A meditação ajuda a desviar a atenção do discurso constante da mente, auxiliando a encontrar a calma e a afastar dos pensamentos negativos que acompanham os sentimentos de depressão.


Conclusão

É importante que aqueles que sofrem de depressão procurem um diagnóstico e apoio médico, mas, no caminho para a recuperação e para o bem-estar a longo prazo, o yoga pode fornecer um espaço seguro, um caminho para uma vida plena e crença positiva no futuro.


246 visualizações
Plano-membros-2024_edited.jpg

Categorias

Etiquetas de artigos

bottom of page